Skip to content
December 17, 2010 / vitorcaldi

A chatice do politicamente correto…

Outro dia coloquei na record e vi, por acaso, um episódio antigo do Pica-Pau. Mais precisamente, aquele em que ele troca o cabo da vassoura de uma bruxa que se recusa a pagar os 50 centavos cobrados pelo serviço. É o famoso episódio do “e lá vamos nós!”.  Uma coisa que me chamou a atenção no episódio é que, logo no começo, o Pica-Pau pega um tronco de uma árvore (sim, um tronco inteiro), coloca em uma máquina e do outro lado saí um pequeno cabo de vassoura. Aí eu fiquei imaginando: o que aconteceria se esse episódio tivesse sido feito hoje, com toda a onda ambientalista, vegans, vegetarianos, eco-chatos, anti-sacolas plástica…Essa putaria toda. O que teria acontecido com o coitado do Pica-Pau? No mínimo um grupo do greenpeace ia bater na porta do pobre fabricante de vassouras. Hoje, cada vez mais, existe uma preocupação absurda com o politicamente correto. Nós, que crescemos vendo malandrões nos desenhos como o Pica-Pau, Pernalonga, Homer Simpson e etc, temos que ficar abismados com a pacividade dos personagens criados hoje em dia. É Backyardgans pra cá, é Pocoyo pra lá….E nenhum deles tem nem um pouco do traço de maldade que estávamos acostumados a ver nos nossos “exemplos” da juventude. Até que ponto isso é bom? Eu realmente não sei…Não sei qual é realmente o benefício desse incentivo aos jovens para se manterem virgens, limpos e cristãos. Por exemplo, na indústria musical, onde nos anos 90 tinhamos o grunge, o Red Hot Chilli Peppers, o Guns and Roses, sempre odiados pelos pais, hoje temos NXZero, High School musical, Jonas Brothers, todos ensinando as crianças comportamentos padrões que os pais agradecem e, consequentemente, gastam fortunas comprando produtos dessas bandas para os filhos. Queremos ver nossos ídolos do Rock n’ roll drogados, fodidos, fazendo merda no palco e se suicidando aos 28 anos. Porra, é isso que esperamos! Na literatura, vemos o pessoal lendo Crepúsculo. A história de uns vampiros virgens, até onde eu sei. Vampiros virgens??? WHAT THE FREAKING FUCK???? Até onde eu sei, ao pensar “vampiro” eu imagino orgias satãnicas banhadas à sangue. Os video-games cada vez mais preocupados em cortar palavrões ou violência para conseguir um rate “for everyone” e assim, não preocupar os pais. O meu medo é no que vai se tornar essa molecada que têm a sua dose normal de sociopatia sufocada pela indústria do politicamente correto. Ainda bem que ainda temos South Park, Family Guy, Simpsons e etc para nos tirar um pouco da realidade e poder depositar toda nossa maldade e humor negro. Para entender o que eu estou falando, olhem a reação do Pernalonga quando é interrompido ao tentar tocar a Rapisódia Hungara. Hahahaha. É disso que eu estou falando! =)

Advertisements

3 Comments

Leave a Comment
  1. Silvia Siriani / Dec 17 2010 9:55 pm

    Estamos criando uma geração de babacas! Incapazes de amarrar um sapato, ou atravessar uma rua sozinhos! Como dizia nossa saudosa Cássia Eller: Eu só peço a Deus
    Um pouco de malandragem!!!

  2. Dani / Dec 21 2010 5:45 pm

    não se fazem mais crianças como antigamente

  3. souza / Feb 13 2011 8:40 pm

    Gostaria de saber se caso o Costinha estivesse vivo, ele seria processado por homofobia.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: