Skip to content
January 10, 2011 / vitorcaldi

O primeiro passo para o Estado laico

Imaginem a cena: você entra em um local público, um fórum, uma câmara, um tribunal, sejá lá o que for, e se depara com uma enorme estrela de davi. Seria estranho, não? Ou então, na mesa do juíz, está o alcorão. Ou, melhor ainda, já que estamos no Brasil, seria normal encontrar espalhado pelas escolas símbolos do candomblé e da umbanda, correto? Seria ok ter um “preto velho” no canto da sala?

Todas essas situações causariam estranhamento, para não dizer um choque, na maioria das pessoas. Mas só causariam tal estranhamento por se tratarem de símbolos que representam minorias no brasil: judeus, mulçumanos, umbandistas, espíritas e etc. Ninguém parece se importar em entrar em num local público e se deparar com uma cruz. Ninguém fica incomodado de ver uma bíblia na mesa de um juíz. Ninguém, caso você seja cristão ou tenha sido criado como cristão. Isso sem dúvida é tão estranho e tão incômodo para uma pessoa de outra religião, quanto seria para um cristão ser julgado num tribunal cercado por estrelas de Davi.

Ontem a Folha de São Paulo publicou uma matéria informando que Dilma Rousseff pediu para que fossem tirados de seu gabinete um crucifixo e uma bíblia. Um dos trechos da matéria é o seguinte:

Durante a campanha eleitoral, a então candidata se declarou católica e foi atacada pelos adversários sob a acusação de ter mudado suas posições religiosas.

A “religiosidade” que Dilma mostrou durante a campanha óbviamente foi uma manobra para não perder votos. Assim como a de Serra, que buscou até mesmo se aliar aos setores mais conservadores da igreja católica.

Segundo nossa constituição, somos um Estado laico, ou seja, nosso governo deve ser neutro quanto à religiões e, convivções religiosas pessoais dos governamentes não importam, já que esses governaram para todos. Desde a maioria católica quanto as minorias das outras religiões e também os que não têm religião alguma. É um absurdo, por exemplo, que uma criança seja submetida, em uma escola pública, à aulas de ensino religioso. Não seria tanto se realmente se ensinasse sobre religiões, e não somente sobre o cristianismo. Eu estudei em escola pública e sei como funciona. É um catesquimo fora de temporada.

Na quarta-série tive uma professora evangélica. Daquelas fervorosas mesmo. Nos fazia aprender orações e cantar músiquinhas religiosas, sem falar nos insuportáveis filmes do Smilingüido, aquela formiga sacana que adora cantar sobre Jesus. 

O ato de Dilma foi muito importante. Estamos longe de viver em um Estado laico de fato, mas o primeiro passo precisa sempre ser dado. Se Dilma é realmente cristão, como afirmou ser em sua campanha, eu não sei e também não me importa. O que me importa é que ela saiba diferenciar suas convicções pessoais da esfera pública. Espero que a medida seja levado à sério e como exemplo e que imagens de qualquer tipo de religião, seja um crucifixo, um santo ou uma bíblia, sejam tiradas de locais públicos.

PS: Se a lenda de que o Michel Temer é satanista fosse verdade, seria legal o gabinete do vice-presidente ser decorado com objetos de adoração ao tinhoso e tocando Slayer o tempo todo?

Advertisements

2 Comments

Leave a Comment
  1. Dani / Jan 10 2011 9:30 am

    e o pior é q a folha foi desmentida pelo twitter

    http://tinyurl.com/335wecq

Trackbacks

  1. Tweets that mention O primeiro passo para o Estado laico « Blog do Caldi -- Topsy.com

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: