Skip to content
August 15, 2011 / vitorcaldi

Veto do dia do orgulho hetero.

Nós, moradores da cidade de São Paulo, temos muitos motivos para termos vergonha do nosso prefeito Gilberto Kassab. Felizmente, hoje, ele não nos deu mais um motivo.

A criação do Dia do Orgulho Hétero foi uma proposta do vereador Carlos Apolinário (DEM) que foi vetada pelo prefeito Kassab.

A proposta da criação de tal dia é tão, mas tão babaca, que nem merece ser comentada. Óbvio que não seria aprovada, nada foi além de uma maneira do Apolinário (de quem eu duvido seriamente da orientação sexual) chamar a atenção. Nem mesmo alguém como o Kassab poderia aprovar tamanho despautério.

Como eu disse, é tão besta que nem devia dar a atenção que esse senhor de quem eu duvido da macheza quis chamar, mas aproveito o tópico para abordar outras questões.

Em São Paulo é realizado um dos maiores eventos contra a homofobia do mundo, a parada gay. A intenção de Apolinário foi, sem dúvida criar a questão na cabeça do cidadão comum, leitor da Veja e espectador do casal Bonner : “Ué, se eles podem, eu também posso ter orgulho da minha orientação sexual…né?”

Não, não é. A democracia é construída pela participação de todos os grupos de uma sociedade. No Brasil elegemos nossos representantes ao legislativo pelo sistema proporcional, garantindo que grupos de menor expressão sejam representados.

As minorias precisam lutar com todas as forças para fazerem valer seus direitos. Por esse motivo é sim possível ter um dia do orgulho homossexual e não um do heterossexual. Vamos à alguns exemplos:

“Um negro pode usar uma camiseta escrita 100% negro. Se um branco usa uma camiseta escrita 100% branco é racismo!”

Acho que talvez o exemplo mais comum. Geralmente é seguido pelo “no Brasil nem existe racismo”. Ignora-se totalmente a história do negro no Brasil e as consequências disso nos dias de hoje.

“Se as mulheres querem direitos iguais tem que ter deveres iguais”

Até concordo que as mulheres podem ter deveres iguais, pois são capacitadas para qualquer tarefa que um homem pode exercer. Mas se você não quer ser cavalheiro e pagar a conta, é um jeito cretino de dizer que quer dividir. Existe sim, e muito, preconceito com as mulheres no Brasil. Quantos aos deveres, muitas ficam com o trabalho fora de casa e ainda o de casa, já que pelas convenções sociais, essas tarefas são delas.

“Se existe o dia do orgulho gay, deveria existir o dia do orgulho hétero”.

Assim como temos o dias das mulheres e não temos o dia dos homens (sim, tem aquele do dia 19 de novembro, mas é por motivos de saúde, não pelo orgulho, como o feminimo) não temos motivo algum para ter uma data para celebrar o orgulho heterossexual. Homem com mulher, “do jeito que Deus quis e tá na bíblia”. Alguém já viu alguém apanhar na rua por ser hétero?

Nossa sociedade é assim, “o macho, adulto, branco – sempre no comando”. Melhorias aconteceram, e vêm acontecendo, mas infelizmente sempre existiram forças que tentam brecar o progresso. Só é importante lembrar que todos devem ser representados. Desde os homossexuais, que podem eleger candidatos como o Jean Wyllys, até tontos que pensam da forma exposta acima, que são representados pelo Carlos Apolinário.

Advertisements

8 Comments

Leave a Comment
  1. Laís / Aug 15 2011 11:45 pm

    Vitinho, concordo com tudo. E, como disse alguém no twitter, dia do orgulho hetero é nego hetero pedindo o direito de ser agredido na paulista.

  2. Natan / Aug 16 2011 12:02 am

    daqui a pouco sai uma nota… novas cotas dos universidades: 5% negros; 5% classes C e D ; 5% homossexuais; 5% gestantes (se fizer engenharia vai ter que segurar o filho 5 anos na barriga #sefudeu); 10% idosos; 15% heterossexuais; 20% homens; 20% mulheres; e os últimos 15% para os que não quiserem se rotular. ¬¬’

    é por isso que eu vou… e não volto — qualquer país frio, me aguarde!

  3. Dani / Aug 16 2011 10:00 am

    concordo com tudo e concordo mais ainda com o tapa na cara que o nosso amigo Jean Wyllys deu no Kassab. Pelo menos o kassabão não aceitou essa merca.

    http://www.conversaafiada.com.br/brasil/2011/08/05/jean-wyllys-enfrenta-kassab-sobre-orgulho-hetero/

  4. vitorcaldi / Aug 16 2011 10:16 am

    Foda são os comentários no blog do PH Amorim sobre a carta do Jean Wyllys

    • Dani / Aug 16 2011 1:36 pm

      vc quer tudo tbm né? ahuiaeiuaheiuae

  5. Augusto / Aug 16 2011 10:30 am

    Não entendi, vc é a favor ou contra o dia do orgulho hetero? seu texto tá meio confuso.

    • vitorcaldi / Aug 16 2011 10:39 am

      Augusto, bom dia
      Não entendi o que possa ter te deixado confuso. Está bem claro, já nas primeiras linhas, que sou contra a criação de tal dia.

  6. Natália / Aug 16 2011 5:58 pm

    Caldinho, assino embaixo.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: